ACESSE O LEGNET 🔒

13/08/2021 | Tempo de leitura: 3 minutos

De acordo com informações da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, foram 42 pontos de fiscalização que contaram com a participação de seus Funcionários, homens da Polícia Militar Ambiental, da Polícia Rodoviária Estadual e da Polícia Rodoviária Federal.

O segundo "megacomando" contra fumaça preta como fora determinado, ocorreu nas principais Rodovias do Estado e Avenidas da Capital em 10/08/21 e resultou na autuação de 1.137 veículos a diesel, que transitavam com emissão de fumaça preta acima dos limites permitidos pela Legislação.

A CETESB informou que no total, foram 75.321 veículos que passaram pelos 42 pontos de fiscalização montados pela Agência Ambiental em todo o Estado.

Para a Diretoria do Órgão, o principal objetivo da operação é proteger e conservar a saúde da população Paulista, assim, a multa não seria o seu foco principal.

“A CETESB quer passar para o proprietário a importância de manter o seu veículo movido a diesel regulado. Trata-se de uma contribuição para manutenção de um ar menos poluído e uma ação que proporciona economia, um caminhão regulado rende mais e gasta menos”, ponderou a Diretora-Presidente do Órgão.

Conforme declarações, a ação integra a Operação Inverno 2021 e objetiva melhorar a qualidade do ar e evitar episódios críticos de poluição, tendo como prioridade essa época do ano, quando a dispersão dos poluentes é difícil por causa da falta de ventos e chuvas.

Sobre o evento, o Diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental da Órgão Estadual de São Paulo, esclarece que “a atividade é realizada pela Companhia, desde 1976, ou seja, há 45 anos, e de lá para cá houve uma evolução na tecnologia de motores em razão das exigências estabelecidas pelo PROCONVE – Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores. A inovação tecnológica evoluiu, o que colabora para níveis mais baixos de emissão.”

Os caminhões que circularam soltando fumaça preta acima dos padrões Legais permitidos foram autuados. Pelo seu Gerente da Divisão de Emissões Veiculares, a Agência esclareceu que a multa é de 60 UFESPs, equivalente em 2021, a R$ 1.745,40.

Como incentivo à manutenção dos veículos, é oferecida a possibilidade de reduzir em 70% o valor da multa recebida, desde que o veículo não tenha sido autuado nos doze meses anteriores.

Para receber o desconto, o proprietário do veículo deve apresentar a solicitação, em até 60 dias após o recebimento da notificação, e comprovar a regularização do motor por intermédio do Relatório de Emissão de Opacidade – RMO, emitido por uma Empresa pertencente à rede de unidades operacionais credenciadas pela CETESB.

Sistema de Gestão Integrada LegNet

ISO 9001 ISO 14001 ISO 45001